Em entrevista a uma rádio de Porto Velho Sergio Moro diz "Eleger Lula ou Bolsonaro é suicídio do Brasil e não merecemos isso" .


"A impressão que tenho que o Brasil vai afundar".


Porto Velho, RO - Em entrevista exclusiva concedida à Rádio Bandeirantes de Porto Velho/RO (18/01), o ex-juiz teceu críticas a Lula e Bolsonaro. O presidente prometeu entregar um Brasil melhor e nada disto aconteceu, parece estar entregando para Lula, que representa a máxima da corrupção.

Sou candidato e sei que essa missão árdua é um projeto de Brasil. Queremos devolver a dignidade e o respeito à todos os brasileiros. Eleger Lula ou Bolsonaro é um suicídio do BR

O ex-juiz Sérgio Moro em entrevista exclusiva à Rádio Bandeirantes de Porto Velho nesta terça-feira, 18 de janeiro, não poupou críticas ao ex-Presidente Lula na mesma proporção.

Disse que o Presidente está deixando o país estagnado por uma crise econômica, que não soube liderar a população durante o período mais catastrófico do século, a pandemia e que está privilegiando apenas a uma pequena parcela da população que são aqueles que ainda apoiam a Bolsonaro, referindo-se principalmente ao agronegócio.

Num tom mais agressivo que o habitual, ex-juiz diz que entregar país ao petista é dar aval à roubalheira e que atual presidente é leniente com a corrupção.

“É um acinte, um tapa na cara dos brasileiros, um desastre, um sinal verde para a volta da roubalheira”. E, na sequência, ainda emendou críticas pesadas à Justiça, particularmente ao Supremo Tribunal Federal, que anulou as condenações impostas a Lula pela Operação Lava-Jato. 

“As pessoas sabem quem está do lado certo dessa história, quem combateu a corrupção, quem cometeu corrupção e quem favoreceu a corrupção”, alfinetou. E sobre Bolsonaro? O insosso “populista” agora vem acompanhado de “mentiroso, enganador, irracional e inconfiável”.

Moro diz tudo isso sem pensar muito, em um tom de voz acima do natural, cheio de inflexões, resultado de horas e horas de treinamento com fonoaudiólogos, sessões de media training e ensaios com especialistas em oratória.

Quanto ao ex-presidente Lula, Moro disse que não é possível o eleitorado do Brasil que assistiu ser roubado literalmente pela quadrilha montada dentro do governo Lula entre 2003 e 2011 com diversos crimes praticados como o Mensalão, o Petrolão e por fim a  operação Lava-Jato que condenou Lula a mais de 9 anos de prisão.

mais de 9 anos de prisão. Moro disse que é a alternativa para que o Brasil recupere o respeito e a dignidade perdidos em tantos escândalos de corrupção e descrédito internacional por falta de um líder.

"Se eu tivesse ido pelo poder, estaria lá até hoje como ministro, não estaria sofrendo ataque de apoiadores [de Bolsonaro], que são enganados com mentiras", afirmou Sergio Moro. A gente sabe que esse governo desmantelou o combate à corrupção, a gente sabe que esse governo quer entregar o poder ao Lula de novo.

Ele [Bolsonaro] é o principal responsável pelo Lula ter voltado porque esse governo é um fracasso. Moro enfatizou que as políticas econômicas adotadas por Paulo Guedes, ministro da Economia de Bolsonaro, estão gerando desemprego, desigualdade e falta de expectativa para a população em geral.

No final da entrevista o ex-juiz disse que não há possibilidade alguma em desistir de sua candidatura à Presidência da República como tem sido especulado e espalhado (fake news) sobre o tema. Disse que se preparou para está árdua missão e que viu no olho das pessoas que o Brasil precisa de um líder à altura do país.

Explica que não pensava em ser candidato e esperou até o último instante por alguém que representasse uma alternativa eleitoralmente competitiva para liderar a chamada terceira via, o que na opinião dele não aconteceu.

Quando deixei o ministério da justiça por não concordar com o presidente Bolsonaro, vários grupos políticos, empresariais e da sociedade em geral me procuraram para ser a alternativa eficaz para colocarmos o nosso nome à Presidência da República e acreditamos sim que é possível.

O embate eleitoral que está próximo mostrará que somos essa alternativa para recuperar o orgulho do brasileiro no nosso Brasil.

Fonte: Jornalista Victoria Bacon
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem