Homem mata ex-companheira após ela se negar a dançar com ele em festa em Rondônia

Suspeito disse que viu a ex-companheira dançando com um homem e pediu para dançar com ela, mas ela se recusou

Porto Velho, RO - José Paula Goveia, foi preso em flagrante após ter atirado diversas vezes contra a ex-companheira em uma festa na madrugada deste domingo (24) em Alta Floresta D’Oeste (RO). A vítima identificada como Rayane Ferreira Nascimento, de 30 anos, morreu no local e outras três pessoas ficaram feridas após os tiros.

Segundo o boletim de ocorrência, testemunhas acionaram a Polícia Militar (PM) após o homem atirar contra a ex-companheira e outras três pessoas foram atingidas pelos disparos. A Força Tática da Polícia Militar atendeu a ocorrência no Circuito de Cowboy na LH 46, que fica a 8 km de Alta Floresta D’Oeste.

As testemunhas informaram as características do carro em que o suspeito estava. Com isso, a polícia localizou o homem. O motorista ignorou a ordem de parada da polícia. Os agentes perseguiram o suspeito pela zona rural. Ele só foi detido quando chegou na cidade.

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, José desceu do carro já falando que havia feito uma “cagada” com a vida dele.

O suspeito apresentou o Certificado de Registro Federal de Arma de Fogo e disse que a arma usada estava no banco do passageiro do carro. A arma de fogo, uma Taurus, 9mm foi apreendida. No estojo, haviam 12 munições intactas e cinco deflagradas.

Após confessar aos policiais a autoria do crime, foi dada a voz de prisão e José foi encaminhado à delegacia.

Vítimas

Rayane Ferreira Nascimento, de 30 anos. Morreu no local da festa. Segundo as investigações, ela teve um relacionamento com o suspeito por 12 anos. Eles estavam separados há 60 dias.

Ao ser indagado, o suspeito disse que viu a ex-companheira dançando com um homem. Ele contou que pediu para dançar com ela, mas ela se recusou. Inconformado, ele pegou a arma, que estava na cintura, e disparou contra ela. Em seguida fugiu do local.

Os policiais entraram em contato com a outra guarnição que estava no local do crime. Foi constatado o óbito de Rayane, proveniente de disparo de arma de fogo. A perícia foi acionada.

Em contato com o Hospital Municipal foi confirmado que no local haviam chegado três pessoas vítimas de disparos de arma de fogo, sendo duas mulheres, uma com perfuração na perna esquerda e a outra com lesão no abdômen e um homem com perfuração no braço direito.

Fonte: Diário da Amazônia

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem