TSE adia decisão sobre múltiplas candidaturas a senador em coligações

Relator de questionamento do deputado Delegado Waldir, Lewandoski votou por liberar mais de uma candidatura, mas houve pedido de vista

Porto Velho, RO -
Um pedido de vista (mais tempo para análise) paralisou o julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a possibilidade de múltiplas candidaturas ao Senado dentro de uma mesma coligação.

O deputado federal Delegado Waldir (União Brasil-GO), que tem a pretensão de se candidatar ao Senado nas eleições de outubro, mas não tem promessa de indicação na chapa à reeleição do governador Ronaldo Caiado (também do União Brasil), enviou um questionamento ao TSE sobre a obrigatoriedade de cada coligação lançar apenas uma candidatura ao Senado.

O parlamentar perguntou se partidos coligados para a eleição ao governo de um estado ou do DF precisam também estar coligados para a candidatura ao Senado ou se cada partido pode lançar candidatos independentes.

O relator do questionamento na Corte, ministro Ricardo Lewandowski, votou pela liberação de mais de uma candidatura em sessão do TSE na noite desta terça-feira (14/6). Para ele, partidos coligados em chapa ao cargo de governador podem lançar, individualmente, candidatos para senador da República.


Fonte: Diário da Amazônia
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem