Nadal não desanima com derrota em Cincinnati e mira no US Open

 Multicampeão espanhol não disputava uma partida desde julho por lesão

Porto Velho, RO - Rafael Nadal não ficou muito desanimado com a eliminação no torneio de Cincinnati na quarta-feira (17), depois que o espanhol perdeu por 7-6(9) 4-6 e 6-3 para Borna Coric em seu retorno de uma pausa de seis semanas por lesão.

Nadal, que buscará ampliar seu recorde com o 23º título de Gram Slam no Aberto dos Estados Unidos, não disputava uma partida competitiva desde que desistiu da semifinal de Wimbledon contra Nick Kyrgios devido a uma lesão abdominal no início de julho.



O tenista de 36 anos também desistiu do Masters da semana passada em Montreal por conta do problema, mas não pareceu prejudicado por isso contra o ex-número 12 do mundo Coric, e em vez disso, atribuiu sua derrota à falta de ritmo em quadra.

"Obviamente não joguei minha melhor partida, algo que pode acontecer", disse Nadal a repórteres. "Então, voltando de um período duro, algo fácil de aceitar e fácil de dizer, parabéns a Borna por ele ter jogado melhor". "Preciso melhorar. Preciso treinar. Preciso voltar melhor. Preciso de dias, e essa é a verdade. É óbvio que não estava pronto o suficiente para vencer a partida hoje... O último mês e meio não foi fácil."

Flushing Meadows tem sido um ambiente feliz para Nadal, que venceu o Aberto dos EUA quatro vezes, o último título em 2019.

Ele passará por testes para confirmar que está tudo bem com a lesão, que, segundo ele, ainda criou dúvidas em sua mente durante o movimento de saque.

"Eu estou positivo", disse ele. "Em termos de treinos, preciso começar no modo Grand Slam, praticando da maneira que preciso treinar para ser competitivo desde o início, e espero ser capaz de fazer isso acontecer". “Preciso seguir em frente e começar a pensar na energia que a torcida me dá em Nova York."

O Aberto dos EUA começa em 29 de agosto.


Fonte: Agência Brasil
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem