Enchentes em Rondônia deixam vias interditadas e alunos não conseguem chegar à escola

Ônibus que atendem as linhas 33 e 37 não puderam buscar os estudantes, pois a água passava por cima da ponte do Rio Antônio João

PORTO VELHO, RO - Os alunos da rede municipal de Primavera de Rondônia (RO) não conseguiram chegar à escola por causa das enchentes. Os ônibus que atendem as linhas 33 e 37 não puderam buscar os estudantes, pois a água passava por cima da ponte do Rio Antônio João.

Segundo o Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER), durante a tarde desta terça-feira (8) a RO-383, antiga 208, que liga a cidade de Rolim de Moura (RO) a Cacoal (RO), foi interditada. Até a noite ainda não havia previsão para a liberação da via. O trecho interditado é na ponte sob o Rio São Pedro.

Em Machadinho D’Oeste (RO) também houve a interdição de uma rodovia, a 133, no trecho que liga Tabajara ao 2 de Abril. A Defesa Civil da cidade pede que os moradores evitem passar pela região e procurem outras rotas alternativas para transitar pela área.

Em menos de dois meses, mais de 3,3 mil pessoas foram afetadas pelas cheias de alguns dos principais rios de Rondônia. O levantamento é referente ao período de 14 de janeiro a 7 de março de 2022, e analisa a atuação da Defesa Civil nas enchentes do ano.


Fonte: Diário da Amazônia
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem