População do Vale do Jamari se revolta com Marcos Rocha por desistir do hospital de Ariquemes

Bloqueios de guerra À medida que as movimentações militares na Ucrânia deixam de ser novidade, forçando a opinião pública a se..

Porto Velho, RO - À medida que as movimentações militares na Ucrânia deixam de ser novidade, forçando a opinião pública a se concentrar nas consequências dos bloqueios sobre a Rússia para a economia mundial, os assuntos climáticos voltam a dividir com a pandemia o topo das preocupações globais. 

Reunidas no Acampamento Terra Livre, lideranças indígenas levantaram, dentre outras, uma questão que toca de leve no caso da guerra: por que tantos países se levantam contra as atrocidades russas na Ucrânia mas não demonstram a mesma reprovação quanto às tragédias que ocorrem nas terras indígenas da Amazônia?

O recado foi passado aos deputados do Parlamento Europeu com o pedido de que os países do bloco tomem providências para proteger o clima no mundo a partir do apoio à preservação das terras indígenas.

Uma atitude seria bloquear facilidades às empresas que se aproveitam dos crimes ambientais na Amazônia. Tais empresas são acusadas de não apurar as origens do ouro e outros produtos que levam da região.

“Vocês estão financiando a morte em todas as regiões da Amazônia”, torpedeou Beto Marubo, do Vale do Javari. Em tempos de guerra e de crise, a morte de pessoas distantes só vai incomodar os europeus quando sentirem que elas afetam sua economia. Ou a saúde, quando não suportarem mais o calor dos verões incendiários alternados com invernos extremos.


Fonte: Diário da Amazônia
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem